Apagão! Situação do Amapá evidencia o fracasso da privatização do Setor Elétrico.

Apagão! Situação do Amapá evidencia o fracasso da privatização do Setor Elétrico.

O apagão no Amapá entra hoje no seu oitavo dia e continua deixando 13 dos 16 municípios do estado sem energia, ou com o fornecimento racionado. Apesar da previsão de fornecimento de luz por 6 horas, há regiões onde a energia voltou por apenas 2 horas. A subestação incendiada voltou a operar apenas com um transformador em conjunto com a hidrelétrica. A situação também afetou o fornecimento de água, já que sem eletricidade as bombas hidráulicas não funcionam. Cerca de 85% dos 860 mil habitantes, em torno de 730 mil pessoas, ficaram sem água. A causa do apagão foi a explosão de dois dos três transformadores da empresa privada Isolux, em Macapá. O terceiro transformador estava em manutenção desde 2019. Foi necessário acionar a empresa pública Eletrobras para realizar o reparo. A mesma estatal que o governo federal quer entregar na bacia das almas para o controle da iniciativa privada.

Empresas estatais de serviços essenciais são estratégicas para o Estado e não devem, em hipótese alguma, ser privatizadas. Em Brasília o governador Ibaneis Rocha tenta privatizar a CEB Distribuidora sem o aval da Câmara Legislativa e dos brasilienses. Defenda a CEB pública, ela é um patrimônio do Distrito Federal. Se privatizar a conta de energia vai aumentar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.