Chico Vigilante pede providências urgentes para os trabalhadores da BRA

Chico Vigilante pede providências urgentes para os trabalhadores da BRA

O deputado distrital Chico Vigilante (PT) encaminhou um ofício, ontem (7), ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, pedindo providências urgentes em relação à empresa BRA – Sanitização e Limpeza LTDA, contratada pela Secretaria de Saúde do DF. Ele denunciou que além de ter atrasado o pagamento dos salários durante todo o ano de 2021 e ter atrasado o ticket alimentação do último, a empresa mais uma vez atrasou o último salário dos trabalhadores.

Vigilante contou que conversou na última sexta-feira (4) com o secretário de Saúde do DF, Manoel Pafiadache, sobre a questão. Ele destacou, durante sessão ordinária de hoje da Câmara Legislativa do DF (CLDF), assim como reforçou no ofício ao governador, que a BRA foi contratada sem licitação e em caráter de emergência pelo Governo do DF (GDF). Mesmo assim, vem descumprindo de forma recorrente suas obrigações trabalhistas com os funcionários terceirizados da limpeza que prestam serviços nos hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) à Saúde do DF.

“É uma atitude criminosa a que essa empresa tem tomado. Não podemos esquecer que a maioria dos trabalhadores da limpeza é formada por mães solteiras, que dependem única e exclusivamente de seus salários e do ticket alimentação para a manutenção de suas famílias. Estas pessoas enfrentam, agora, em função do descaso da BRA, uma situação de vulnerabilidade alimentar. Em outras palavras, estão passando fome”, alertou.

O distrital também ficou de pedir uma audiência com conselheiros do Tribunal de Contas do DF (TCDF) para conversar sobre a licitação para empresas responsáveis pelo trabalho de higienização da secretaria de Saúde do DF. Tal licitação foi suspensa por um dos integrantes desse colegiado. O parlamentar pondera que é fundamental a Corte de contas liberar o processo o quanto antes para que seja feita essa licitação. “Só assim conseguiremos libertar os trabalhadores da BRA desse sofrimento”, frisou.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.