Com voto ‘não’ de Chico Vigilante, Reforma da Previdência do DF passa na CLDF

categoria indefinida

Com voto ‘não’ de Chico Vigilante, Reforma da Previdência do DF passa na CLDF

Com meu voto contrário, a Câmara Legislativa aprovou, nesta terça-feira (30), o projeto de lei complementar nº 46/20, que estabelece novas regras para o Regime Próprio de Previdência Social do Distrito Federal. Com essa maldade do GDF, as alíquotas de contribuição para ativos e inativos serão aumentadas a partir de janeiro de 2021 em até 14%.

A contribuição previdenciária para os servidores será de 14%, independentemente da faixa salarial. Para os aposentados e pensionistas, a contribuição observará os seguintes parâmetros: até um salário mínimo, isenção; até o teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), 11%; e acima disso, 14%. O texto estabelece, ainda, que os beneficiários de aposentadoria ou pensão com doenças incapacitantes terão de contribuir apenas sobre a parcela do provento que superar o dobro do teto do INSS.

Essa Reforma da Previdência local é pior do que a do presidente Capitão Capiroto, pois, a isenção no DF será apenas para aqueles que recebem até um salário mínimo.

Na verdade, essa reforma é uma apropriação indevida. O GDF está metendo a mão no bolso dos servidores. Só do bolso dos aposentados e pensionistas, serão R$ 408,1 milhões. E isso vai impactar o comércio, a construção civil. Somando os valores que serão retirados dos servidores da ativa, o valor sobe para quase R$ 1 bilhão. As pessoas vão ficar mais pobres. Tenho vergonha desse projeto. Esse projeto é um bode na sala, de tão ruim que é.

É inaceitável o que foi feito aqui hoje. Essa terça-feira, 30, entra para a história do DF como o dia do massacre dos servidores públicos.

Chico Vigilante

Chico Vigilante

Deixe uma resposta