Diretores que privatizaram a CEB vão receber bônus da própria empresa

Notícias

Diretores que privatizaram a CEB vão receber bônus da própria empresa

O deputado Chico Vigilante (PT) denunciou, na sessão remota da CLDF, desta quarta-feira (28/4), que os diretores que privatizaram a CEB Distribuição vão receber bônus de resultados e de performance pelo desempenho da empresa. O pagamento desta remuneração eventual, no valor de 6 salários, foi decidido em reunião do Conselho de Administração da empresa e, no total, serão distribuídos mais de R$ 1 milhão em bônus.

Somente o ex-presidente da CEB Distribuição, Edison Garcia, receberá R$ 221 mil de remuneração eventual. Outros diretores receberão, cada um, R$ 199 mil, totalizando R$ 1.020.536,00. “Isso é um escárnio, uma vergonha, uma canalhice. É roubo de dinheiro público e é inaceitável. Eu pretendo entrar com uma ação popular para que esses marajás não venham se locupletar com o dinheiro público”, informa o deputado.

O deputado cobra a intervenção do governador Ibaneis Rocha. “Sabendo da situação de milhares de pessoas que passam fome, o senhor vai permitir que esses elementos recebam esse dinheiro público? A CEB não é do Ibaneis e não é do Edison. A CEB é da população, que não vai pagar essa conta”, cobra.

A distribuição de bônus vem na contramão do discurso da venda da estatal energética de Brasília por apresentar prejuízos, de acordo com o GDF. No entanto, de acordo com o balanço contábil, a CEB obteve teve lucro de R$ 435 milhões no ano de 2020.

Aumento de salários – Na mesma reunião do Conselho de Administração, os dirigentes da CEB Distribuição aprovaram um aumento nos próprios salários de acordo com o IPCA. “Para os demais trabalhadores da CEB não podia, mas, para os diretores, podem ser reajustados os salários pelo IPCA”, critica o deputado.

Chico Vigilante

Chico Vigilante

Deixe uma resposta