“Enfermeiros não podem ser agredidos nem pagar pela situação precária da Saúde do DF”, reclama Chico Vigilante

“Enfermeiros não podem ser agredidos nem pagar pela situação precária da Saúde do DF”, reclama Chico Vigilante

O deputado distrital Chico Vigilante (PT) ocupou a tribuna da sessão de hoje (22) da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) para repudiar fato acontecido na última segunda-feira (21) e divulgado pela imprensa, em que um homem agrediu uma enfermeira com tapa na cara por ter recebido recusa dela de prescrição de medicamento tarja preta. “Estou estarrecido com isso”, reclamou ele.

“É um absurdo isso. Enfermeiros não têm autorização para prescrever medicamentos. Ao ver a imagem, fiquei imaginando o quanto os trabalhadores da Saúde estão desprotegidos. Eles não são culpados pela situação precária da saúde no Distrito Federal. Esse tipo de ato precisa ser punido dentro da lei”, destacou o parlamentar.

De acordo com Vigilante, que tem uma postura crítica em relação aos serviços oferecidos pelo sistema público de saúde do DF, os enfermeiros são alguns dos que se desdobram pelo bom atendimento à população. “Não podemos aceitar efetivamente esse tipo de prática, que aconteceu ontem com aquela enfermeira foi um absurdo. Fica aqui minha solidariedade a ela”, destacou.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.