NOTA DE SOLIDARIEDADE AOS DEPUTADOS ERIKA KOKAY, JEAN WYLLYS E IVAN VALENTE

Nota oficial

NOTA DE SOLIDARIEDADE AOS DEPUTADOS ERIKA KOKAY, JEAN WYLLYS E IVAN VALENTE

Nesta terca-feira, surgiu a informação do registro de três representações absurdas formuladas pelo PR, o dito Partido da Republica, cujo dono e Waldemar Costa Neto, contra a deputada federal Erika Kokay(PT) e contra os deputados federais Jeans Wyllys e Ivan Valente, ambos do PSol.

É um claro desrespeito à Constituição brasileira em seu Artigo 53, que é muito claro em assegurar a inviolabilidade civil e penal de deputados e senadores por suas opiniões, palavras e votos.

No caso da parlamentar petista, a acusação de ter chamado Michel Temer de ladrão. Pois bem, eu chamo Temer de ladrão quase todos os dias no plenário da Câmara Legislativa. Pois ele pertence a uma quadrilha que está destruindo o país.

A imputação a Ivan Valente é pelo mesmo motivo.

Em relação a Jean Wyllys, a acusação é mais absurda ainda e versa sobre declarações feitas sobre o uso de maconha.

Quero expressar a mais irrestrita solidariedade da Bancada do Partido dos Trabalhadores, em meu nome e em nome dos distritais Wasny de Roure e Ricardo Vale, à querida e combativa companheira Erika Kokay, presidente do nosso partido no DF.

Também aqui a solidadariedade dos distritais do PT a Ivan Valente e Jean Wyllys.

Essa é mais uma demonstração de que a esquerda brasileira necessita se unir para enfrentar esses tempos tenebrosos pelos quais estamos vivendo no Brasil.

Deputado Chico Vigilante, líder do Partido dos Trabalhadores na CLDF

Equipe Chico Vigilante

Equipe Chico Vigilante

Deixe uma resposta