PACIENTE AGUARDA HÁ UM ANO POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NO IHB

Notícias

PACIENTE AGUARDA HÁ UM ANO POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NO IHB

Enquanto o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), ocupa a mídia e ameaça parlamentares eleitos pelo povo para vender a ideia de uma suposta maravilha que será ampliar a gestão do Instituto Hospital de Base, pacientes denunciam uma situação de descaso no maior hospital do DF.

O deputado Chico Vigilante (PT) denuncia que o atendimento no Hospital de Base, antes, uma referência, só faz piorar desde a implementação do IHB, em janeiro de 2018.

Como é o caso do segurança Max Lauro do Nascimento (52), que se trata no Hospital de Base há sete anos e já realizou 16 procedimentos cirúrgicos tendo ficado outras 21 vezes internado e que, há um ano, tenta realizar, sem sucesso, uma ressonância magnética de contraste para um novo procedimento cirúrgico.

Max relata que, na rede de saúde do DF, nenhum hospital realiza a ressonância magnética de contraste, além do IHB. Os pacientes que se cansam de aguardar e podem pagar, estão realizando o exame na rede particular.

Ele contrapõe a versão do governo de que a implantação do Instituto melhorou o serviço no Hospital de Base. “Para mim, não mudou nada. Só fizeram uma maquiagem com plaquinhas novas”, dispara o segurança.

Diante de mais esse absurdo, Chico Vigilante (PT) promete adotar providências junto à Secretaria de Saúde. Para ele, esse é somente mais um caso que comprova a falácia do Instituto Hospital de Base.

“É a denúncia viva de um paciente. Está aí a falência do sistema que foi apresentado para a população do DF como sendo a solução para todos os problemas da saúde pública. No entanto, o que vemos no dia a dia é o descaso com o cidadão”, dispara Chico Vigilante.

Na manhã desta quarta-feira (23), o distrital recebeu um vídeo, registrado por um cidadão, mostrando a imensa fila formada em frente ao Instituto Hospital de Base para marcação de consultas. O vídeo foi gravado às 10h desta manhã.

“Esse negócio da OS não vai funcionar, não. É muita gente querendo marcar consulta”, afirma o cidadão.

Não bastasse o descaso no atendimento, ontem, Chico Vigilante recebeu denúncia de falta de insumos básicos no hospital. Um paciente reclamou que faltava agulha para realizar punção para biopsia no Instituto Hospital de Base.

Nesta terça-feira (22), o GDF enviou à Câmara Legislativa um novo projeto ampliando o modelo de gestão do IHB para o Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB), Hospital de Taguatinga e de Santa Maria, além das seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). De imediato, Chico Vigilante declarou que, mesmo com as mudanças propostas pelo governo, o projeto não tem solução e que votará contra.

Assessoria de Comunicação

Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta