PETROBRAS AUMENTA PREÇO DO GÁS DE COZINHA, DE NOVO

Notícias

PETROBRAS AUMENTA PREÇO DO GÁS DE COZINHA, DE NOVO

A Petrobras vai aumentar os preços do botijão de 13kg do gás de cozinha (GLP) para uso residencial. O aumento médio de 8,9% no preço entra em vigor nas distribuidoras nesta terça-feira (5/12) e, caso repassado ao consumidor, o botijão poderá subir até R$ 2,53.

O deputado Chico Vigilante, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, relata a preocupação com mais esse aumento do gás de cozinha. “É inaceitável e inacreditável o que esse governo formado por golpistas faz com a população brasileira, especialmente, com os mais pobres. É uma extorsão”, afirma.

Há exatos trinta dias, a estatal realizou o último reajuste do botijão de 13 Kg de gás. Em comunicado, a petrolífera brasileira justifica o reajuste pela alta na cotação internacional do petróleo. Desde junho, foram realizados seis aumentos no preço do gás atingindo o total de 59%.

A nova política de reajuste preços da Petrobras para o gás de cozinha leva em consideração a flutuação do preço nos mercados internacionais do petróleo.

Nos governos do PT, a empresa demorava um mês para reajustar os valores. Agora, com os golpistas mandando, a estatal “avalia todas as condições do mercado para se adaptar”, ou seja, para aumentar os preços o que pode ocorrer diariamente.

A empresa petrolífera brasileira também dá outras desculpas para decidir aumentar o preço dos produtos comercializados, como o câmbio e as cotações internacionais.

Denúncia ao CADE
Na manhã desta segunda-feira, Chico Vigilante denunciou ao Comitê Administrativo de Defesa Econômica (CADE), os preços abusivos cobrados pelo gás de cozinha.

“É um absurdo o que está acontecendo. Em alguns estados, a população está cozinhando com álcool combustível e as pessoas estão se acidentando”.

Equipe Chico Vigilante

Equipe Chico Vigilante

Deixe uma resposta