Por falta de refeitório, alunos de escola no Gama têm que almoçar na própria sala de aula

Notícias

Por falta de refeitório, alunos de escola no Gama têm que almoçar na própria sala de aula

Os alunos do período integral da escola Classe 2, do Gama, têm que, diariamente, realizar as refeições nas próprias carteiras escolares. É que a unidade escolar não possui um refeitório próprio.

A solução será ampliação da área da escola para um terreno vizinho, que também permitirá a construção de uma quadra de esportes para a escola.

O deputado Chico Vigilante (PT) foi ao local e se comprometeu a levar a demanda ao Governo do Distrito Federal.

“Vamos à Secretaria de Habitação cobrar que a área adjacente seja anexada à escola para que possa realizar o sonho de ter um refeitório e uma quadra de esportes”, informa o deputado.

O diretor Robson Heitor conta que a escola necessita servir refeições às 120 crianças do período tempo integral que, por falta de um refeitório apropriado, almoçam na própria sala de aula em suas carteiras. A EC 2 também não tem uma quadra poliesportiva.

“Essa área é fundamental para que pudéssemos implementar a quadra de esportes e o refeitório da escola”, explica o diretor.

A Escola Classe 2 fica no Setor Oeste do Gama e atende a aproximadamente 600 alunos, sendo que, 120 destes frequentam as aulas em período integral. É uma unidade histórica da rede pública de ensino, tendo sido construída há 50 anos.

O professor Robson também reivindica a reformulação completa dos banheiros dos alunos que necessitam de uma reforma. Ele conta que os equipamentos estão com as louças e azulejos quebrados e com pias antigas, que não são mais utilizadas no sistema educacional.

“Esses banheiros têm um problema seríssimo porque a estrutura é muito antiga, com tubulações muito envelhecidas, feitas com ferro fundido, com constantes entupimentos e problemas”, conta o diretor.

Ele conta que é uma batalha manter a infraestrutura da escola com a ausência de recursos, como os do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF), que a Secretaria de Educação do DF ainda não liberou a segunda parcela de 2019.

 

Equipe Chico Vigilante

Equipe Chico Vigilante

Deixe uma resposta