PRESIDENTE DO TJDFT AFIRMA QUE DESEJA PAGAR O TÍQUETE ALIMENTAÇÃO

Notícias

PRESIDENTE DO TJDFT AFIRMA QUE DESEJA PAGAR O TÍQUETE ALIMENTAÇÃO

Sindesv vai protocolar documento explicitando a situação para o tribunal

 

O impasse quanto ao pagamento do auxílio alimentação dos vigilantes que prestam serviço no Tribunal de Justiça do DF está próximo de uma solução.

 

Nesta tarde, uma comissão, formada pelo deputado Chico Vigilante (PT); pelos diretores do Sindicato dos Vigilantes Paulo Quadros (presidente) e Regivaldo Nascimento (vice-presidente); além de três trabalhadores, foi recebida pelo presidente da corte, desembargador Romão Cícero de Oliveira.

 

Chico Vigilante conta que o desembargador se sensibilizou com a situação dos vigilantes, que estão há onze meses sem receber o benefício. Romão disse que vai convocar a empresa contratada para que o auxílio alimentação possa, enfim, ser pago aos trabalhadores.

 

“O Dr. Romão disse que tem a vontade particular de resolver esse problema. Disse, ainda, que não sabe o motivo de a MultiServ não ter pedido do aditamento do contrato porque ele quer pagar”, contou.

 

Diante dessa alternativa, o Sindicato dos Vigilantes vai protocolar na próxima segunda-feira, em virtude do feriado no Judiciário, mais um documento jurídico requerendo o pagamento dos benefícios. O Sindesv vai argumentar que, em casos de dissídio coletivo, não cabe efeito suspensivo e nem embargo.

 

De acordo com o deputado, o desembargador Romão também afirmou que tem ficado incomodado por receber o auxílio alimentação e os vigilantes, que têm uma remuneração menor, não receberem.

 

Os vigilantes se mobilizaram em frente à corte na tentativa de sensibilizar os desembargadores do TJDFT sobre as dificuldades enfrentadas com a recusa de pagamento dos tíquetes por parte da empresa.

 

Na saída da audiência, o presidente do Sindesv, Paulo Quadros, disse estar muito animado com o resultado do encontro com o presidente do TJDFT e aguarda a resolução rápida da situação. “O presidente se mostrou muito sensibilizado com a situação dos nossos companheiros vigilantes”, afirmou.

 

Para Chico Vigilante, fica evidente que a Multiserv é verdadeira culpada pela falta do pagamento do auxílio alimentação aos vigilantes. O deputado afirmou, ainda, que, caso a empresa não comece a pagar o tíquete, os vigilantes voltarão a se mobilizar. “Não vamos parar enquanto esses recursos não estiverem no bolso de vocês”, disse.

Assessoria de Comunicação

Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta