UBS 7, da M Norte, sofre com descaso do GDF

Denúncia Notícias

UBS 7, da M Norte, sofre com descaso do GDF

Embora o Governo do Distrito Federal venha a público, na figura do secretário Osnei Okumoto, para dizer que a Saúde Pública está fortalecida e que os atendimentos nos hospitais só melhoram, a população sabe que a situação ainda é periclitante, como é o caso na Unidade Básica de Saúde (UBS) 07, da M Norte.

Lá, a situação é de uma verdadeira calamidade. Nesta segunda-feira, recebi uma denúncia de funcionários informando que enfrentam sérios problemas no posto de saúde.

Os pacientes que estão procurando a unidade não estão sendo atendidos, pois, sem o número de profissionais adequado, o posto somente presta atendimento aos casos classificados na prioridade vermelha, que indica caso gravíssimo com necessidade de atendimento imediato.

A UBS 7 está atendendo com apenas um médico dos três lotados no posto, por isso, a adoção de atendimento a pacientes com prioridade zero. Além desse problema, o posto está funcionando com somente três enfermeiras, que executam a tarefa de triagem na população e são obrigadas a dispensá-los pela precariedade do funcionamento da unidade. Para piorar, a unidade está operando sem chefia, pois, a gerente está de férias e a supervisora foi exonerada na sexta-feira, 12 de julho.

Eles também me contaram que, desde a semana passada, a sala de vacina não está funcionando. O motivo é patético: a geladeira que refrigera as vacinas está com defeito e não há, sequer, previsão de conserto. Por essa razão, pais que precisem vacinar seus filhos estão tendo que procurar outros centros de saúde.

Mas não para por aí. Por falta de pessoal especializado, os servidores estão tendo até que recolher material de laboratório.

Os pacientes, que nada podem fazer, têm relatado que aguardam providências por parte do governo em relação ao descaso com a comunidade.

A verdade, é que o Governo do Distrito Federal, que passou por mais um período em Estado de Emergência, não consegue avançar na Saúde Pública e quem sofre é a população mais carente, que não pode pagar por planos de saúde. E, mesmo que informe que, nos seis primeiros meses de 2019, tem trabalhado intensamente para reverter a situação de sucateamento da Saúde, a população sabe que a situação é muito diferente do que aquela dita para a imprensa.

A Saúde Pública do Distrito Federal está um verdadeiro caos e pede por socorro. Melhor o Governador Ibaneis instruir o seu secretário a não enganar a população.

 

Equipe Chico Vigilante

Equipe Chico Vigilante

Deixe uma resposta